NSLR1709 Baía do Inferno 20190916 red.j

Cruz do Cônsul, na base do Monte Angra.

ROTA PEDESTRE NA BAÍA DO INFERNO E NO MONTE ANGRA

A Rota Pedestre na Baía do Inferno e no Monte Angra atravessa todo o Parque Natural da Baía do Inferno e do Monte Angra, ligando entre si as povoações de Porto Rincão, Entre Picos de Reda e Porto Mosquito.

 

São 30 quilómetros em que a beleza e a identidade muito peculiar das paisagens se impõe aos caminhantes, numa experiência que se tornará inesquecível.

 

A melhor sugestão é descobrir toda a Rota Pedestre em dois dias. Num deles, de Porto Rincão a Entre Picos de Reda. No outro, de Entre Picos de Reda a Porto Mosquito. São, respectivamente, 15,5 km e 14,5 km. Mas também pode ir de Porto Mosquito até Porto Rincão, ou seja, no sentido contrário ao acima sugerido. Ou simplesmente partir de Entre Picos de Reda e caminhar até ao alto do Monte Angra, descer à Cruz de Cônsul e depois regressar ao ponto de partida. Na verdade, há mesmo muitas formas de explorar os diversos trilhos disponíveis.

 

Para se evitarem impactes visuais desagradáveis, a Rota Pedestre não está marcada no terreno. Não é, contudo, difícil de descobrir. Cerca de ¼ da Rota Pedestre segue por caminhos que foram intencionalmente melhorados para facilitar o turismo de natureza. 35% são caminhos de pé posto tradicionais e fáceis de percorrer, a que se juntam 17% numa estrada de terra batida onde um veículo todo-o-terreno circula sem dificuldade. Há ainda uma pequena parte pelo leito da Ribeira de Angra e, por fim, 13% da Rota Pedestre atravessa trilhos de pé posto tradicionais difíceis de percorrer.

 

Os caminhantes podem partir à aventura sozinhos, porque aqui, no website oficial da Rota Pedestre, estão disponíveis mapas e ficheiros para descarregar para a sua app ou para o seu GPS. Mas podem, devem mesmo, solicitar o apoio dos guias de natureza locais que, a partir de Entre Picos de Reda, Porto Rincão ou Porto Mosquito, estarão sempre disponíveis para os acompanhar na aventura. Será esta a atitude mais sensata para percorrer a Rota Pedestre na Baía do Inferno e no Monte Angra e, especialmente, para caminhar em segurança pelos trilhos de pé posto tradicionais mais desafiantes!


Esta é uma óptima proposta para quem quer descobrir paisagens sem igual, flora endémica e aves marinhas. Venha ver e até caminhar em velhos vulcões adormecidos, venha conhecer um Cabo Verde natural e tradicional longe do rebuliço de outras paragens. Venha. Acredite que ainda há um mundo diferente para descobrir!

RP-BIMA-mapa-v2.jpg

PORTO RINCÃO <<<>>> ENTRE PICOS DE REDA

A caminhada PORTO RINCÃO - ENTRE PICOS DE REDA pode ser antecedida de uma breve visita ao pequeno lugar de Porto Rincão de Baixo.

Depois começa uma longa subida que só terminará em Ribeira da Lama (450 metros de altitude). A parte inicial, com cerca de 3,3 km, segue por um caminho tradicional, fácil de percorrer, frequentemente utilizado por agricultores e pastores de Porto Rincão e das comunidades rurais mais próximas. Hortas, gados, canalizações de água e tanques de rega vão ficando para trás à medida que se vai subindo por entre acácias exóticas (Prosopis juliflora) e se começa a vislumbrar o imponente Monte Tagarrinho (1035 metros de altitude). Também a vegetação arbórea se vai alterando. Esteja com atenção e constatará que mergulhou no domínio da acácia genuína (Acacia caboverdeana), também conhecida como espinho branco. A paisagem afirma-se em todas as direcções, quer para o interior, quer para o litoral. É possível, se a visibilidade o autorizar, descobrir o Pico da Antónia (1394 metros de altitude), o ponto mais alto da ilha de Santiago, e também a ilha do Fogo.

A segunda metade do percurso, com cerca de 3,75 km, é bastante mais difícil. Recomenda-se a companhia de um guia local, para que desfrute da caminhada em toda a segurança. Em contrapartida, as paisagens são absolutamente fantásticas e recompensam todo o esforço. Por fim, chegará a RIBEIRA DA LAMA, zona agricultada com terrenos armados em socalcos. É tempo para descansar e recuperar energias!

panorama_rota.jpg

Em Ribeira da Lama, para chegar a Entre Picos de Reda existem três hipóteses.

A mais curta é uma travessia verdadeiramente radical, com subidas íngremes por caminhos escorregadios. É sempre a direito e no total são 3,65 km, dos quais 750 metros são difíceis (mas não impossíveis)!

As outras duas alternativas utilizam o leito quase sempre seco da Ribeira de Angra. É até possível chegar ao mar (porto de Angra) atravessando o apertado Canyon de Angra (distância total de 7,5 km, a que acrescem 1,6 km se quiser ir até ao mar), ou cortar por um atalho (distância total de 4,8 km). As duas hipóteses vão desembocar num dos caminhos tradicionais que foram intensamente recuperados pela população de Entre Picos de Reda, e que desde então tornam as caminhadas muito mais simples e agradáveis. Esse caminho vai subindo lentamente até ENTRE PICOS DE REDA (cerca de 600 metros de altitude), uma pequena aldeia serrana ideal para descansar, tomar uma refeição quente genuína, assistir a uma actuação de batuque, cheirar um pouco de rapé (tabaco moído) e, quem sabe, pernoitar, para no dia seguinte continuar na caminhada até PORTO MOSQUITO.

Entre Picos de Reda tem ligação rodoviária à cidade da Assomada e, por isso, outras possibilidades existem para organizar a sua caminhada.

A ilha do Fogo, que por vezes se avista da Baía do Inferno!

DJI_0074_Rib e Porto de Angra 20201201 r

ENTRE PICOS DE REDA<<<>>> CRUZ DE CÔNSUL

NSL06182 Monte Xerife PNBIMA 20210308.jp

A caminhada ENTRE PICOS DE REDA - CRUZ DE CÔNSUL tem início no campo de futebol de Entre Picos de Reda. O percurso é fácil e vai descendo, lenta e progressivamente, em direcção ao mar. Um primeiro troço de cerca de 2,4 km pode até fazer-se de veículo todo-o-terreno. Vai-se atravessando uma área florestada onde domina, uma vez mais, a acácia exótica.

Depois o percurso entra na Achada Lagoa e torna-se quase plano. A vegetação arbórea desaparece, excepção feita para algumas figueiras (Ficus sycomorus gnaphalocarpa) que crescem em pequenos vales. 1,2 km mais à frente, ao se aproximar da base do MONTE XERIFE, elevação resultante de um antigo vulcão, vai chegar a mais um dos caminhos tradicionais intensamente recuperados pela população de Entre Picos de Reda para tornar as caminhadas turísticas mais panorâmicas e recompensadoras...

Esse caminho continua a deambular pela Achada Lagoa ao longo de mais 1,3 km e, finalmente, começa a aproximar-se da base do MONTE ANGRA (577 metros de altitude).

A subida até ao cume, onde é possível encontrar um Vértice Geodésico que aí foi instalado em 1957, é feita pela crista da falésia. A paisagem é absolutamente magnífica e a caminhada muito simples. Na fase final da subida terá uma vista privilegiada para mais uma envelhecida coroa vulcânica e a 'escalada' termina junto ao VGÉ, por certo, tempo de repousar, recuperar energias e, especialmente, de fazer aquelas fotografias inconfundíveis!

Quando se decidir a voltar ao caminho, num spadja pé em direcção a PORTO MOSQUITO, fará uma ligeira descida, depois uma ligeira subida e, por fim, uma descida acentuada pela encosta SE no Monte Angra. Na base vai descobrir a Cruz de Cônsul...

NSL06169 panoramica do Monte Angra para

Na CRUZ DE CÔNSUL pode escolher. Se virar pelo velho caminho em direcção ao mar, continua pela Rota Pedestre na direcção de PORTO MOSQUITO. Mas se virar à esquerda, esse mesmo caminho velho vai conduzi-lo de novo a Entre Picos de Reda. E esta é uma excelente proposta para um percurso circular, ideal para apenas um dia de caminhada!

CRUZ DE CÔNSUL <<<>>> PORTO MOSQUITO

Porto Mosquito 20201125 0033 reduzido.jp

Para chegar a PORTO MOSQUITO, a partir da Cruz de Cônsul, basta seguir pelo velho caminho em direcção ao mar.

Sem dificuldades, irá descendo gradualmente até à foz da Ribeira de Santa Clara. Pode até fazer um pequeno desvio e dirigir-se para o seu lado esquerdo, até chegar ao limite superior do Canyon de Santa Clara. Será, seguramente, um outro momento desta aventura que lhe vai ficar gravado na memória...

Entre a Cruz de Cônsul e a foz da Ribeira de Santa Clara são pouco mais de 3 km. E se esta Rota Pedestre não inclui (por agora) uma viagem para o interior da ilha, pelo leito quase sempre seco dessa ribeira, isso não quer dizer que não seja interessante. Quem já o fez voltou para contar e afirmou que gostou muito!!!

A última etapa liga a foz da Ribeira de Santa Clara a Porto Mosquito. Desta vez a caminhada é feita por uma estrada de terra batida, muito pouco utilizada e só acessível a veículos todo-o-terreno. São 5 km muito simples e que vão serpenteando junto à costa. Por isso não se surpreenda ao observar aves marinhas como o rabo-de-junco (Phaethon aethereus), que nidificam em grande número nas falésias da Baía do Inferno e são uma das espécies-bandeira do Parque Natural da Baía do Inferno e do Monte Angra. E também é muito provável que observe um ou mais botes com pescadores de Porto Mosquito durante a sua faina diária. São botes muito cuidados e onde o vermelho é quase sempre a cor dominante.

Em Porto Mosquito, uma das três portas de entrada no Parque Natural, não deixe também de apreciar os diversos murais alusivos a Auguste Piccard, Jacques-Yves Cousteau e Théodore Monod. Sabia que os três cientistas europeus estiveram na Baía do Inferno, no já distante ano de 1948, para testar o batiscafo, um pequeno submarino que foi depois muito utilizado na investigação do mundo marinho???

INFORMAÇÕES PRÁTICAS

 

ENTRE PICOS DE REDA 

 

Em Entre Picos de Reda pode encontrar uma loja onde estão disponíveis alguns produtos de primeira necessidade (15,05005ºN 23,70305ºW). Existem também diversas casas particulares onde pode almoçar, mas é necessário reservar com um ou dois dias de antecedência. Para tal, o melhor é contactar a Associação Comunitária para o Desenvolvimento de Entre Picos de Reda (+238.9996201 - Sr. Vitor Gonçalves) e acertar todos os detalhes necessários.

 

Em Entre Picos de Reda pode também encontrar alguns guias de natureza locais que o poderão acompanhar por toda a Rota Pedestre. Contacte o Dr. João Mascarenhas (+238.5268022), coordenador dos guias de natureza locais, ou contacte directamente um dos guias (Maice - 9396826; Mika - 9278003; Kleidyr - 9813933; Feliz - 9305351), para que a sua experiência pela Rota Pedestre na Baía do Inferno e no Monte Angra seja ainda melhor!

ANTES OU DEPOIS, CONTACTE TAMBÉM POR EMAIL

lantuna.cv@gmail.com

Coloque as suas questões e relate a sua experiência pessoal!

NSL09114 Maice RP-BIMA 20210528.jpg
NSL09911 MIKA CAPS ROCHA 20210603.jpg
NSL09130 Kleidyr RP-BIMA 20210528.jpg
NSL09122 Feliz RP-BIMA 20210528.jpg

Maice - Mica - Kleidyr - Feliz :: os guias de natureza e caminhadas de Entre Picos de Reda

NSL05504 Dimas 20210206 web.jpg

 

PORTO RINCÃO 

 

Em Porto Rincão pode encontrar um restaurante e diversas pequenas lojas onde estão disponíveis quer produtos alimentares quer outros de primeira necessidade.

 

Pode também encontrar um experiente guia de natureza local, de nome Adilson Dimas (+238.5248184), o qual certamente fará com que a sua experiência pela Rota Pedestre na Baía do Inferno e no Monte Angra seja excelente!

 

 

Concepção e textos: Nuno de Santos Loureiro

Fotografias: Nuno de Santos Loureiro

Revisão mais recente: 15 de Junho de 2021