MAÇARICO-GALEGO   (Numenius phaeopus)

no Parque Natural da Baía do Inferno e do Monte Angra

Estatuto Mundial de Conservação (IUCN Red List): Pouco Preocupante
Lista vermelha de Cabo Verde: Não
Endemismo de Cabo Verde: Não

 

 

O maçarico-galego (Numenius phaeopus) é uma ave limícola que se pode identificar muito facilmente pelo seu longo bico curvado para baixo (geralmente mais longo na fêmea do que no macho adultos). Tem 37 a 47 cm de comprimento* e 75 a 90 cm de envergadura de asa.

Nidifica no Hemisfério Norte, nas regiões Árticas e sazonalmente, entre Setembro-Outubro e Março-Abril, atravessa a Europa e migra para África, podendo até cruzar o Equador. Alguns maçaricos-galegos escolhem Cabo Verde para passar esse período.

Embora seja uma ave de comportamento gregário, em Cabo Verde é observada principalmente como solitária, nas zonas costeiras rochosas, nas salinas, e também, ocasionalmente, no interior das ilhas. Alimenta-se de pequenos invertebrados e, principalmente, de caranguejos.

É uma das espécies para as quais se aplica o Acordo para a Conservação das Aves Aquáticas Migratórias Afro-Euroasiáticas (AEWA).

* medido da ponta do pico à ponta da cauda.

Texto: Samir Martins

Fotografia: Nuno de Santos Loureiro

Revisão mais recente: 19 de Fevereiro de 2021