Um dos grandes desafios da actualidade é o desenvolvimento das comunidades e das sociedades, aos níveis local e global, em equilíbrio com o ambiente e a biodiversidade.

É o DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.

Na periferia do PNBIMA existem três pequenas comunidades, duas piscatórias (Porto Mosquito e Porto Rincão) e uma serrana (Entre Picos de Reda). A Associação LANTUNA, organização não governamental para o ambiente e o desenvolvimento sustentável, procura pautar todas as suas actividades em torno da Baía do Inferno como um contributo, mesmo que simbólico, para garantir a sustentabilidade ambiental e sócio-económica de todo o Parque Natural e territórios envolventes.

Até ao presente, a LANTUNA tem dinamizado actividades em duas linhas principais de actuação:

  1. Valorização e reforço da AUTOESTIMA COMUNITÁRIA

  2. Sensibilização para os valores da BIODIVERSIDADE LOCAL

Num futuro próximo, após a aprovação de candidaturas como a submetida ao GEF-SGP intitulada Desenvolvimento Sustentável, Gestão de Recursos Naturais e do Ecoturismo na Baía do Inferno e no Monte Angra, a LANTUNA poderá alargar as suas iniciativas e contribuir de forma mais ampla em vertentes como:

  1. promoção do TURISMO ECOLÓGICO LOCAL

  2. promoção da SAÚDE PÚBLICA através da resolução de problemas relacionados com lixos e resíduos

  3. promoção dos bons princípios da GESTÃO COMUNITÁRIA DO TERRITÓRIO LOCAL.

 

 

 

QUER CONHECER OS MURAIS DE PORTO MOSQUITO, PORTO RINCÃO E ENTRE PICOS DE REDA?     CLIQUE AQUI!