AVES MARINHAS

do Parque Natural da Baía do Inferno e do Monte Angra

A maior colónia de ALCATRAZ (Sula leucogaster) que ocorre em Cabo Verde e uma das maiores de RABO-DE-JUNCO 

(Phaethon aethereus) que ocorrem em toda a África ocidental nidificam nas falésias da Baía do Inferno.

 

São também frequentes as observações de outras espécies como a CAGARRA DE CABO VERDE (Calonectris edwardsii), o PEDREIRO (Puffinus boydi) e o PEDREIRINHO (Hydrobates jabejabe), todas elas endemismos nacionais, a voar e alimentar-se na Baía e nas suas proximidades.

uma das falésias da Baía do Inferno onde ocorre maior concentração de ninhos das várias espécies de aves marinhas

 

 

São oito as espécies de aves marinhas que escolhem o arquipélago de Cabo Verde para se reproduzirem e as cinco espécies acima referidas fazem-no na Baía do Inferno. Consequentemente, o PNBIMA contribui para assegurar o futuro de mais de metade das espécies de aves marinhas cabo-verdianas!

 

Têm igualmente sido avistados na Baía do Inferno, com alguma frequência, alguns indivíduos de ALCATRAZ-DE-PATAS-VERMELHAS (Sula sula), ave migratória em Cabo Verde.